Madelaine Petsch Brasil » » Madelaine Petsch concede entrevista para a revista Cosmopolitan


23.10.2017

Recentemente, durante o seu photoshoot para a Cosmopolitan Magazine, nossa ruiva preferida respondeu algumas perguntas rápidas realizadas pela revista, falando sobre o futuro de Cheryl em Riverdale e também sobre seu namorado Travis Mills. Confira a seguir as respostas traduzidas por nossa equipe:

Sobre o que está por vir na segunda temporada de Riverdale.
M: Tem um mistério subjacente ao longo da primeira metade da temporada, que potencialmente envolve sangue. Para Cheryl especificamente, a dinâmica dentro de sua família muda. Ela perdeu seu irmão e seu pai neste momento. Sua mãe sempre foi muito controladora, então ela começa a tomar o relacionamento para si e toma o controle de sua mãe.

Sobre Cheryl ter um real interesse amoroso nesta temporada.
M: [Até agora, ela tem sido] uma mulher independente e eu gosto disso, mas isso não está necessariamente funcionando para ela por qualquer meio. Ela perdeu alguém que foi a única pessoa que já mostrou se importar com ela, e eu não acho que ela realmente saiba o que é o amor agora. Ela nunca recebeu isso de ninguém. Ela estava tentando encontrar a si mesma na última temporada, e agora a corrente subjacente para ela é absolutamente a necessidade do amor. Ela tem um inesperado interesse amoroso.

Sobre o que Cheryl realmente quer.
M: No fundo, Cheryl quer ser uma parte da gangue mais do que qualquer coisa. A dinâmica com a gangue e Cheryl não é tão negativa quanto a temporada passada. Ela fica mais fria e mais má na segunda temporada, se isso for possível, mas muita ira é transferida para a mãe, onde deve ser. O inferno não tem fúria tanto como a Cheryl tem quando é desprezada, mas sua mãe é a que a desprezou.

Sobre como conheceu seu namorado, ator e músico Travis Mills.
M: Ele me mandou uma mensagem no Facebook em Janeiro quando estávamos na primeira temporada e me parabenizou pela série. Ele tinha feito uma audição para Jughead. Eu acho que, de forma aleatória, tínhamos amigos em comum, então nos adicionamos. Nós conversávamos muito raramente de Janeiro a Fevereiro. E então, no dia em que voltei da primeira temporada em Fevereiro, fiquei entediada em L.A., acredite ou não. Eu estava tipo: “O que eu vou fazer?”. Eu fui cortar meu cabelo e ele me enviou mensagens como “Vamos no cinema!” Nós saímos e passamos todos os dias juntos que eu estive em Los Angeles.

E suas favoritas das muitas tatuagens de seu namorado.
M: Ele tem uma aranha atrás da orelha que eu sempre estou passando o dedo. Ele tem a Medusa no pescoço, o que é muito legal. Minha favorita é o Bart Simpson em sua perna, no entanto. Se você me desse um pedaço de papel, eu provavelmente poderia mapear todas as tatuagens que ele possui. Muito impressionante, certo?

Sobre se ela vai ou não se tatuar.
M: Eu não vou fazer nunca. Eu sou tão indecisa e eu sou muito tipo… tudo precisa ser limpo, limpo e organizado. Sinto que eu iria escolher algo e odiaria no dia seguinte. Eu acho que seria o maior arrependimento meu – fazer qualquer tatuagem.

As pessoas ainda perguntam se seus lábios são reais?
M: Sim. O tempo todo. Se o meu cabelo é real, se meus cílios são reais, minha bunda é real. É constante. É tudo real. Tudo natural, baby! E eu sou uma ruiva natural. É divertido porque eu era zoada muito quando criança. Cresci em uma pequena cidade, eu era a única ruiva sem ser o meu irmão. Tínhamos sotaque sul-africano, eu era vegana, fui criada sem religião. Eu era apenas a filha mais estranha nesta pequena cidade, então fui muito zoada por isso. Jogavam pedras no meu irmão! Então, agora eu aceito muito e quero que as pessoas saibam que eu sou uma ruiva natural e orgulhosa disso.

Sobre a cor do famoso batom vermelho da Cheryl.
M: É um segredo. Não tenho permissão para dizer. Um dia vamos compartilhar.

Sobre a sua interação mais louca com um fã de Riverdale.
M: Foi a minha primeira. Voltei após filmar a primeira temporada e não tinha tido muitos fãs porque tínhamos acabado de ir ao ar. Eu estava no Grove, esse shopping ao ar livre em L.A., e então, alguém, provavelmente com nove anos, grita “Cheryl Blossom!” e assim, Terminator corre em minha direção. Eu estava tipo, “esta garota está prestes a me derrubar”. Ela pulou em mim e foi a experiência mais linda e mais esmagadora, tudo ao mesmo tempo. Ela começou a chorar e era tipo, “Oh meu Deus, eu te amo tanto”, e sua mãe estava tipo, “eu sinto muito.” Eu estava tipo, “está tudo bem, ela é tão fofa.” Mas eu estava como “Pare de chorar. Você quer uma foto fofa? Pare de chorar!”

Sobre os broches de Cheryl.
M: Eles são vintage, são muito caros e muito, muito, muito difíceis de encontrar. Nós mantemos aqueles em um lugar especial no departamento de fantasia. Nós só temos quatro e você não pode fazer cópia de nenhum deles. Sinto que quando o show terminar, será meu presente de fim das gravações.

Se ela tivesse que estar em um triângulo amoroso com Bughead ou Varchie, ela escolheria:
M: Pessoalmente, nenhum seria melhor. Mas se eu tivesse que escolher, Varchie. Bughead acabou de ter muitos problemas. Tipo, eu não posso. Isso não é nem um triângulo amoroso, é apenas uma dor de cabeça. A partir do final da primeira temporada, Varchie é apenas simples. Felizes. Eles têm alguns pequenos problemas, mas eles são bons.

Confira a seguir o photoshoot de Madelaine para a revista em nossa galeria:

Fonte: Cosmopolitan
Tradução & Adaptação: Madelaine Petsch Brasil

 


Anuncio

Julie Plec [The Vampire Diaries]: “Acabei de terminar minha primeira semana dirigindo #Riverdale. Um brilhante grupo de pessoas fazendo um show fantástico.” twitter.com/julieplec/stat…

Ontem from Madelaine Petsch BR's Twitter via Twitter for iPhone



ultimas fotos enviadas
layout criado por flávia - Madelaine Petsch Brasil